Uma Nova Humanidade




 UMA NOVA HUMANIDADE...

AS ERAS REMOTAS SE ARRASTAM AS SOMBRAS DA VERDADE, ENQUANTO O GRITO DA MENTIRA RASGA O CÉU.

OS ABISMOS REAIS DO MEDO TOMAM FORMA E O HORROR INABALÁVEL HABITA.

POIS, TUDO QUE É PRIVILEGIADO MERECE RESPEITO, MAS COMO MENCIONÁ-LOS ENTRE OS ESPINHOS DO MUNDO?

HÁ UMA ALTURA EM QUE A NÉVOA PERDURA, ENTÃO RECUAMOS PARA AS ONDAS SONORAS DAS MÁQUINAS SOAR O ACORDO ENTRE AS ALIANÇAS.

ESTÁ DELIMITADO O PERÍMETRO, NÃO EXISTEM PALAVRAS SOLTAS, NEM O FRAQUEJAR DE INTERESSES VAZADOS EM MÍDIAS.

DIGAM O QUE QUEREM, EU DIREI SE POSSO DÁ-LOS.

ENTÃO, AS LUZES PISCAM NA ESCURIDÃO DO CÉU AFIRMANDO MEIOS DISTINTOS SOBREPOSTOS DE QUE UMA GUERRA SE APROXIMA.

POBRES DIABOS.

CONFIAM NA MÃOQUE ACREDITAM ACARICIÁ-LOS, A MESMA MÃO QUE IRÁ COM TANTA ASTÚCIA APAGÁ-LOS.

GUIÁ-LOS IAM NA HISTÓRIA DE QUE UM DIA LUTOU POR UMA PÁTRIA AMADA, IDOLATRADA E IMACULADA.

QUE ESTÁ IMPREGNADA COM AS CORES DA TERRA, DO MAR, DO CÉU E DA NOBREZA.

NÃO, NÃO PODEM SUJÁ-LA.

O SANGUE DE QUEM O LIMPOU ATÉ HOJE É SENTIDO, O SANGUE DE QUEM O IDEPENDENCIALIZOU AINDA DERRAMA SOBRE A COSTURA E SOBRE A BASE DE QUEM A SEGURA.

VIVA UMA NOVA HUMANIDADE.


(Texto com DIREITOS AUTORAIS)

[Claudianne Diaz]


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Poesia Além do Tempo

A Prisioneira das Sombras