Mensagens

Abadon e as Bruxas de Ucayali

Imagem
                    CLUBE DE AUTORES Em Abadon – E as Bruxas de Ucayali conta a história de um anjo lançado na sorte pelo seu próprio clã, para aventurar como um homem mortal até entender que sua verdadeira origem é dar continuidade à busca do brasão perdido. Isto, fez com que nascesse por várias vidas até que se apaixonou por uma jovem bruxa. Ainda que, seu clã que o condenou a um mundo de batalhas fez com que também tivesse seu próprio mundo. Trabalhar, estudar e se formar. Na qual, num curso de história conheceu Sara Deodora O`Hanna. Formado em história e já recuperado pelos danos que o fizeram viver pelas guerras de seu próprio mundo particular, faz uma promessa de leva-la para o outro lado do reino, Sárvia. Um lugar ainda em recuperação pelos danos de sua própria dualidade. Ele resolve contar a Sara seu segredo. Suas visões. Ela se torna confidente, mas se recusa secretamente que ele contara toda a verdade. E de repente ele desaparece. Ela fica chocada com o abandono e sem sab

Ruptura

Imagem
RUPTURA A sensação não pareceu confortável, semelhava angustiante, medidora, aterradora. Senti uma enorme fenda que se abriu diante de mim sem conseguir alterar o comando de tudo que eu via e que sentia tão bravamente. Gabriel vinha com a devida permissão e recolhia as almas que tinham iniciado o processo da morte, mas havia àquelas nas quais Ele não podia levar. Uma dor se apossou dentro de mim, então compreendi a recusa de ter que levá-los. Um mestre estava a frente de todas as pessoas do mundo e minha alma conseguia comungar com aquele homem. Ele dizia tudo sobre os mistérios da vida e do último suspiro, nas quais eu não poderia revelar. Uma instrução de que isso, era algo na qual cada um deve buscar. Durante os seus ensinamentos, ele dizia que vivemos num plano materialista e fora do termo pacífico, onde experimentar da dor, andar sob as chamas do fogo de nosso próprio inferno, perder um bem precioso são lições primorosas e não uma ofensa, ou uma maldade a nós. Esta, é a nossa form

A Prisioneira das Sombras

Imagem
Coronéis, soldados, anfitriões de todas as partes do mundo dando uma salva de palmas para os musicistas que fariam a festa dar vida aos ouvidos de todos. As pessoas tinham acomodados de forma circular com os mais nobres vestidos e vestimentas da época. Os trajes a rigor foram alvos das fotografias sucessoras que renderam um espaço no mundo da moda. Em meados de doze ou quinze anos construíram algo que se dissesse brandura iria tornar uma palavra longínqua nas mãos dos arquitetos. Toda a estrutura do salão tinha suas riquezas ornamentais feitas pelas mãos de grandes artistas. Em especial o que tinha dado vida ao teto com tamanha realeza em cores. As enormes colunas sustentando as decorações gigantescas de gesso redesenhando como se fossem rosas ao vento. Os gigantescos lustres dourados que reluziam ao retrocesso de cada luminosidade e a formosura da cúpula que se estendia por mais de setenta metros. O salão fora preparado para as danças típicas e das óperas. Antes de inic