Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta Circe

Novidade Filosófica!

Lua Negra - A Lua Serpentária

Imagem
  Lua Negra — A Lua Serpentária A Ordem 5,77.5 Um contorno entre as apóstrofes celestes; 29,53085106382979. Os perímetros usados dentro de sua raiz e multiplicado pelo código do zodíaco equivale seu lugar de origem, nesse ambiente relativo alterna em sua linha visionária de tempo as formas de luz e sombra, criando a sua orbita por frações nas sombras e abrindo as inclinações às suas fases. Mediante, a sua distância, ângulo e grau. Orbitando sob a atmosfera nas mesmas proporções de tempo na qual o homem carrega em sua medula. A força antes que ordenou as 13 lunações e ondas sobre as marés, alternam em vivas e mortas, em relação as 11 principais especificidade de posições entre 3 pontos, terra, lua, sol e em oposição, lua terra, sol. Essa alternância e repetição que atua sobre o campo gravitacional gera a vida. Onde a designação das ondas longas e curtas conserva as proporções fotorreceptoras. Todo o trabalho do 9 e 7 no macrocosmo se repete ao microcosmo, e vice-versa. Inicia-se então,

Circe

Imagem
CIRCE - Filha do Sol Aiaíā . Morada de Circe. Descansa sob um ponto, toda de luz o seu código, escondido e imerso na escuridão. Circe, a deusa da ilha do sol. Entrelaçada com a sentença dual do homem; sentença essa que faz dele a natureza mais elevada ou a mais ínfera. Estando possuindo a ilha do sol, ela espera novos guerreiros e aventureiros para delimitar o seu curso, pois, há limites entre os seus visitantes e a sua generosidade. Nem sempre, sua forma de recepcionar leva-os para conhecer o interior de sua morada. O sulco exteriorizado de seus venenos delimita a passagem desses guerreiros e assim, toda a síntese antes imaginada recua e morre. Síntese, que por suas mãos são feitas e impregnadas pela força de sua vontade e determinação causando a decídua . Circe, vence a batalha por sua decisão, pelo código não compilado e por um feixe de luz reprimido antes das duas colunas serem elaboradas. Colunas nas quais dançam as espirais . Um guerreiro sábio, mas equívoco, Ulisses. O her