Mensagens

A mostrar mensagens de outubro, 2023

Novidade Filosófica!

Terracota - O Campo da Realidade Cognitiva

Imagem
  O Campo da Realidade Cognitiva – Efeito Íris – Grau 9.7     Cálcio, sódio, potássio. Toda a propriedade de realidade factual final da luz é dividida por seu grau de maior e menor energia num comprimento de onda, onde a luz viaja. A distância entre os picos dessas ondas por frequência é obtida por segundo, nessa amplitude de altura, ou seja, os vales , registram o fundo mergulhante da onda que dessa energia proporcionou a sua frequência eletromagnética. Por sua vez, a imagem baseia-se na onda de luz que entra para a córnea por refração. Sistemicamente, os 5 milhões de cones divididos por suas principais cores tricéfalas; azul, que carrega o comprimento de onda 430 nm ; verde, que carrega o comprimento de onda 530 nm ; vermelho, que carrega o comprimento de onda 560 nm . Se conectou com a luz da córnea; a água , interrelacionando com a percepção de luz-realidade , trouxe o feixe-aspecto, mas interagiu por tipo de onda. Nessa viagem de luz que carrega toda a íris; o arco, o

Circe

Imagem
CIRCE - Filha do Sol Aiaíā . Morada de Circe. Descansa sob um ponto, toda de luz o seu código, escondido e imerso na escuridão. Circe, a deusa da ilha do sol. Entrelaçada com a sentença dual do homem; sentença essa que faz dele a natureza mais elevada ou a mais ínfera. Estando possuindo a ilha do sol, ela espera novos guerreiros e aventureiros para delimitar o seu curso, pois, há limites entre os seus visitantes e a sua generosidade. Nem sempre, sua forma de recepcionar leva-os para conhecer o interior de sua morada. O sulco exteriorizado de seus venenos delimita a passagem desses guerreiros e assim, toda a síntese antes imaginada recua e morre. Síntese, que por suas mãos são feitas e impregnadas pela força de sua vontade e determinação causando a decídua . Circe, vence a batalha por sua decisão, pelo código não compilado e por um feixe de luz reprimido antes das duas colunas serem elaboradas. Colunas nas quais dançam as espirais . Um guerreiro sábio, mas equívoco, Ulisses. O her

Bruxas - Lua da Anciã

Imagem
BRUXAS - LUA DA  ANCIÃ   Celebra a face escura da deusa Anciã; senhora da morte e da sabedoria. Nas fogueiras celebram o rito de passagem, os sabás, as divinações, nas lenhas que queimam faíscam na luz serpentina as visões como o espelho negro. O círculo sagrado não só devota as 13 feiticeiras do tempo como marca uma passagem simbólica entre os mundos. Dominam a arte da escuridão não só por efeito paradoxo, mas por representar as forças masculino e feminino trazendo por detrás das cortinas celestes o equilíbrio das fendas do próprio tempo. Oitavo tempo dentro das cortinas enluaradas, reprisam o uno dentro do 3 e o 5. Óctuplo, o nobre caminho. A anciã da lua negra, do inconsciente, do oculto, das sombras trás invisível o novo. Pelo fim do velho ciclo, ela traz o mistério. Entre as fases do tempo onde estão recolhidos os finos véus que separam os mundos; o físico do astral. A anciã condutora das barcaças das almas flui o sopro da direção. O sopro da consciência interior que res