Mensagens

A mostrar mensagens de 2023

Novidade Filosófica!

Lua Negra - A Lua Serpentária

Imagem
  Lua Negra — A Lua Serpentária A Ordem 5,77.5 Um contorno entre as apóstrofes celestes; 29,53085106382979. Os perímetros usados dentro de sua raiz e multiplicado pelo código do zodíaco equivale seu lugar de origem, nesse ambiente relativo alterna em sua linha visionária de tempo as formas de luz e sombra, criando a sua orbita por frações nas sombras e abrindo as inclinações às suas fases. Mediante, a sua distância, ângulo e grau. Orbitando sob a atmosfera nas mesmas proporções de tempo na qual o homem carrega em sua medula. A força antes que ordenou as 13 lunações e ondas sobre as marés, alternam em vivas e mortas, em relação as 11 principais especificidade de posições entre 3 pontos, terra, lua, sol e em oposição, lua terra, sol. Essa alternância e repetição que atua sobre o campo gravitacional gera a vida. Onde a designação das ondas longas e curtas conserva as proporções fotorreceptoras. Todo o trabalho do 9 e 7 no macrocosmo se repete ao microcosmo, e vice-versa. Inicia-se então,

Circe

Imagem
CIRCE - Filha do Sol Aiaíā . Morada de Circe. Descansa sob um ponto, toda de luz o seu código, escondido e imerso na escuridão. Circe, a deusa da ilha do sol. Entrelaçada com a sentença dual do homem; sentença essa que faz dele a natureza mais elevada ou a mais ínfera. Estando possuindo a ilha do sol, ela espera novos guerreiros e aventureiros para delimitar o seu curso, pois, há limites entre os seus visitantes e a sua generosidade. Nem sempre, sua forma de recepcionar leva-os para conhecer o interior de sua morada. O sulco exteriorizado de seus venenos delimita a passagem desses guerreiros e assim, toda a síntese antes imaginada recua e morre. Síntese, que por suas mãos são feitas e impregnadas pela força de sua vontade e determinação causando a decídua . Circe, vence a batalha por sua decisão, pelo código não compilado e por um feixe de luz reprimido antes das duas colunas serem elaboradas. Colunas nas quais dançam as espirais . Um guerreiro sábio, mas equívoco, Ulisses. O her

Bruxas - Lua da Anciã

Imagem
BRUXAS - LUA DA  ANCIÃ   Celebra a face escura da deusa Anciã; senhora da morte e da sabedoria. Nas fogueiras celebram o rito de passagem, os sabás, as divinações, nas lenhas que queimam faíscam na luz serpentina as visões como o espelho negro. O círculo sagrado não só devota as 13 feiticeiras do tempo como marca uma passagem simbólica entre os mundos. Dominam a arte da escuridão não só por efeito paradoxo, mas por representar as forças masculino e feminino trazendo por detrás das cortinas celestes o equilíbrio das fendas do próprio tempo. Oitavo tempo dentro das cortinas enluaradas, reprisam o uno dentro do 3 e o 5. Óctuplo, o nobre caminho. A anciã da lua negra, do inconsciente, do oculto, das sombras trás invisível o novo. Pelo fim do velho ciclo, ela traz o mistério. Entre as fases do tempo onde estão recolhidos os finos véus que separam os mundos; o físico do astral. A anciã condutora das barcaças das almas flui o sopro da direção. O sopro da consciência interior que res

Lua Azul

Imagem
  Lua Azul — A 13ª Lunação — A Ordem 101.29 — E A Molécula do Tempo     Uma medida, cem anos. Ferro, níquel, gás carbônico. Massas e gases que formam os ingredientes da vida do mais profundo núcleo, as 65 variações da terra e subdivididas em 1.3 milhões de milissegundos de interações, segregados de contrações, ajustes, vibrações, oscilações por 31 meses, brandindo 11 variações em seu campo eletromagnético, multiplicado pelas cavidades externas do homem, nascendo a força criadora das duas junções dos polos por 23,84615384615385 de tempo. A semente miraculosa, que deve ser honrada, amada e conservada. Pois, não há forma de manter-se em harmonia com o pai e o filho sem a merecida forma de conservar, de permanecer, para que a terra não se curve aos poderes tempestuosos do sol. Ele é a força subjacente de vida e morte e que por complacência dos oceanos mantém-se. Os anéis concêntricos da esfera subtraem e somam os lasers que inteiramente são lançados nas bases dos ferros e dos

Terracota - A Esfera - A Ordem 1,3.3036

Imagem
Terracota — A Esfera — A Ordem 1,3.3036     Vazio. O ovo primitivo, aragonita , calcita , vaterita , sais . Revestido de endosperma, tecido natural triploide, contendo o 11 e o 31 ; a soma perfeita. Formado através dos pigmentos amarelo e vermelho, sob ondas e energias 11 e 7 . Vibrações, crivagens, oscilando sob a força 12 e 42 . Regidos e orquestrados naturalmente pelas profundezas do núcleo, das ondas e mergulhados nas imersões radiantes de uversos descodificados, gravados em campos morfogênicos. Maturando em diferentes formas de cores, desfragmentados pelas forças de íris, subjacentes do arco dos deuses e levados sob os templos do sol. Cantos diferentes e ressoados nas profundezas oceânicas davam o parecer de dois amantes apaixonados, vigorados pelo amor de Vênus e da estrela matutina. Criando a liturgia nas quais os sons os levariam acima e abaixo das ondas e nuvens, trazendo a imensidão do nada um ponto negro; o umbigo da criação. Desenrolando do umbigo, Vênus

Terracota - Embriologia - A Ordem 1,0.819

Imagem
Embriologia — A Ordem 1,0.819     Na base de luz onde mergulhara e permaneceu livre, viveste realmente o ser mais puro e inteiro de todas as formas, conhecendo por inteireza todo o esplendor da morte que causara ressurgido do caos e nele cravado como os pólens que jamais retornam, apenas vão. Conheceste a linha primitiva, mantendo na memória viva do inconsciente e na água da pura resistência, o fator hexagrama . Dentro, por força do fogo, regenerado, renascido e implacável estabelece formas e invertido no acolhimento termal une os bastões da trindade. Criando para si o caminho do puro devir, de onde se nutrirá do seu próprio Lecanoras , os sais que o manterão por toda a vida. A jornada dos sais, o caminho primitivo onde os antigos olhos viram as primeiras constelações e que nelas geraram a sublimação, a energia das radiações estelares que sucumbiu as ondas de difusões e estabeleceu os primeiros contatos entre o ser e o celeste. Dentro das águas termais conheceste os mistér

Terracota - Embriologia - A Ordem 0,27.19

Imagem
Terracota - Embriologia — A Ordem 0,27.19 Do caos. Dois cones virados sobre si vão ao encontro da energia que pulsa nos emaranhados raios que tão sinuosamente explodem do lado de fora. Memórias, lembranças e espécies se rompem nas barreiras exteriores que se jorram para dentro como o líquen. Substância dos Lecanoras derramam para dentro do ventre em transformação, processo que ativou e organizou ferozmente, determinantemente e impetuosamente a mutação que não cederá a resistência, mas a força do opositor. Tal força que o empenhará na resistência e nela o formará, sem retorta, sem piedade, para nessa síntese esmiuçar a forma segregada da natureza e restabelecerá a sua forma revelada. Como a força das precessões, dos impulsos dos eixos, das marés lunares replicam. Fertiliza e repousa pela dádiva do homem ao prepará-lo. Torna-o primeiro em espécie de luz, criando a sua liberdade na parte mais íntegra e escura do ventre que o manteve. As clivagens dão-se ao ventre das 56 luas. S

Terracota - O SANGUE - A PROGÊNIE DA PRECESSÃO

Imagem
Terracota — O Sangue — A PROGÊNIE DA PRECESSÃO Norte, Sul, Leste, Oeste . Meridionais, boreais; a jornada ulterior vibrante transformada por originalidade, hematose . O código descendente desenvolvido para gerar a fonte. Fluviais, profundas e ulteriores jorram para as cavidades mais densas, mantendo a obra e a percepção do Oeste-Leste , Leste-Oeste . As precessões que determinam os impulsos das marés, acolchoando e recolhendo das suas vibrações por inibições e dilatações . A quantidade e a qualidade do 9 e do 7 . A qualidade; o atributo do algoritmo 9 e 7 em relação com a jornada das profundezas das veias mais fundas e estreitas se fundem e se compactam as camadas de movimentos e se irradiam por gases de oxigênio carregando em unidades definidas aos órgãos. Em completude dos gases que formam essa espiral descendente mergulhadas em ferro criam laços segregados de íons potentes e nutre. Relativamente aos oceanos que denominam as suas fontes em canais que alimentam e regis

Terracota - AS SETE CAVIDADES

Imagem
Terracota – AS SETE CAVIDADES   Duas sínteses se conectam. Um sol resplandecente ousa a irradiar-se denominando o seis e o nove . Tempo. Divide-se e aglomera as partes mesenquimais ; o som dos tambores a gerar a energia necessária para leva-los ao tronco principal, onde ascende aos batimentos a oriunda forma de criar; o som metamorfoseado para a eletricidade ligar as células e causar os impactos profundos e o caos reordenado expandir as milhões de luzes que faíscam as moléculas e delas se conectam à sua neutralidade. Ambas, em milissegundos de tempo, de espaço e de desenvolvimento gerado pelos bpms . Um mundo em transformação, onde cada ritmo flui para um modo de argúcia. Pulsando e alinhando o tempo, a energia tem de fluir. O som é a vida onde o som oco é rudimentar as esferas detrás da lua. O vazio primitivo do som espalha e as camadas de vida são geradas e a formação primogênita de seu algoritmo; mediante os espelhos que reproduzirão crivando-os para efeitos íris. As

Terracota - A BIOLOGIA SISTÊMICA

Imagem
Terracota — A BIOLOGIA SISTÊMICA   Assim, como é acima, é abaixo . Uma teoria explicativa e modesta da mecânica celeste foi e será sempre o condutor que relativamente busca desenfrear as habilidades do homem em todas as áreas. O condutor de energia que pulsa dentro dos nucléolos e que faz a temperatura dínamo fluir, esse condutor é celeste e por conseguinte alterá-lo, seria criar um novo crivo, um novo dínamo e uma nova temperatura. A criatura sistêmica , ou sintética , dirigir-se-ia por um roteiro altamente competente, na qual as ordens dadas as moléculas teriam que iniciar com o código inteiramente, complexado de destreza que o conduzisse a ordem final. Tal ordem, que remodelasse todo o código oriundo da base existente; base que numa temperatura termodinâmica não afetasse tal ordem e tal ordem fosse implantada por um código completo e tivesse a matéria pura e a antimatéria do gene energético pronto. O genoma complacente de atrator compulsivo e repulsivo , a esfera engenh

Terracota - OS SERES ORIGINÁRIOS

Imagem
Terracota — OS SERES ORIGIN Á RIOS   Imortalidade. Um feitio e fonte na qual a própria síntese conclui com a antiga nomenclatura do i ao número-mestre de ocasião, o 9 . Espírito de fogo, poder do além-túmulo, fonte regeneradora do paraíso e servidores ininterruptos de divisores; formais do oriundo círculo sem fim às dezesseis voltas eternas do tempo e que por destino do puro devir fazeis as divisões e as multiplicações de dentro para fora. Onde por meio da centeia divina, a energia viva transcende as bifurcações ancestrais do puro núcleo criador. Estais em toda a obra interior e impregnado da energia mercuriana e que por decreto vibra em porções manifestadas da exortação purificadora de toda a matéria. O devir da puppis e o devir da oriunda forma contrastante de todo o ser; és a forma crua e balsâmica das regenerações, representando de forma terrosa a simbologia do poder da imortalidade, eternidade e além-mundo , os seres de todas as épocas e de todos os tempos. Sejai

Natureza Encarnada

Imagem
  A BOTÂNICA NA FEITIÇARIA... APRESENTANDO 19 ERVAS LUNARES -------- EM BREVE -------- Compreendendo, de fato, que não só a natureza possui a sua maestria em dois campos de energia e o campo ciente, onde o campo positivo relaciona o tratamento a longo prazo, como em tratamentos de inflamações e infecções, já o campo negativo relaciona tratamentos em áreas localizadas, compressas, devido dores e febres e em casos de doenças crônicas. Mas, todo o campo vibrante de energia que resulta ao nosso redor, onde todas as linhas nodais se tocam e tudo se transforma mediante ao ser que instintivamente está a ser revelado, infalivelmente, se originando e existindo numa extrema velocidade por onde atravessa fora dos nossos sentidos. Esse fator, não mediria esforços para estourar, acontecer e ser implacável consigo mesmo e com a sua própria espécie, por motivos oriundos e pela exatidão do seu código biológico. Onde todas as cousas acontecem sobre as finas linhas invisíveis e que nelas estão engendrad

Natureza Encarnada

Imagem
  Atropa Belladonna     Desde a antiguidade, uma parte da humanidade dissolve do mundo vegetal formas de manipulá-las, entretanto, absorve o necessário para garantir seus efeitos a curto prazo e ignora os efeitos a longo do seu termo. Seu relógio cósmico mostra perfeitamente a sua causa e efeito. Contendo em parte de sua ordem o efeito reverso; o antimuscarínico , ou seja, causa o efeito secundário da erva, de sua ordinária natureza. Por efeito, nos primeiros instantes ingeridos alivia, porém, como o seu efeito reverso trabalha no relógio de tempo, torna-o nocivo para garantir sua etnicidade de ordem, de família e de classe operando em planos divisíveis na chave de tempo; 6. Seu início relativo de efeito atua no 2 e -11 . Sua ordem divide-se na casa 7 e 8 e suas subdivisões equivalem ao 7,810249675906654. Em obra primária de sua espécie toca profundamente os nervos cranianos que sensibilizados por hiosciamina inibe-os desde o encéfalo, causando uma pausa nos pares óptico

Natureza Encarnada

Imagem
Drosera   O mundo vegetal libertado do seu ínfimo, onde permeia a parte funcional encarnado do homem; a parte neuro motor autônomo e periférico , abrangendo todos os nervos enraizados e complexos, estimulando a sensibilidade e os sentidos, chamo-o de gênero ervino . O divino. Em seus três gêneros, relativamente simbolizando o todo no universo e os três mundos, inclui a junção das cores azul e amarelo, transformando o verde ordinário das ervas. Em base da sua estrutura perfeita, seu segundo gênero usa um modo imitador, na qual em seus dois lóbulos unidos pela base e preso em seu caule liberam antocianinas , um pigmento vermelho; são derivados de sais flavílicos , na qual em seu mundo vegetal usam-no como moléculas de açúcar. Sua sensibilidade tricéfala equivale ao 100 . Em subdivisões, 0.0459136 por lóbulo. Em matéria pura, 5 , em cada abertura de tempo, 0.030609 s . Atua em 3 e -3 , seu relógio cósmico é 1,4719601443879744757940071211599 . Impera perfeitamente nos três mundos,