Mensagens

A mostrar mensagens com a etiqueta terracota

Novidade Filosófica!

Terracota - O Campo da Realidade Cognitiva

Imagem
  O Campo da Realidade Cognitiva – Efeito Íris – Grau 9.7     Cálcio, sódio, potássio. Toda a propriedade de realidade factual final da luz é dividida por seu grau de maior e menor energia num comprimento de onda, onde a luz viaja. A distância entre os picos dessas ondas por frequência é obtida por segundo, nessa amplitude de altura, ou seja, os vales , registram o fundo mergulhante da onda que dessa energia proporcionou a sua frequência eletromagnética. Por sua vez, a imagem baseia-se na onda de luz que entra para a córnea por refração. Sistemicamente, os 5 milhões de cones divididos por suas principais cores tricéfalas; azul, que carrega o comprimento de onda 430 nm ; verde, que carrega o comprimento de onda 530 nm ; vermelho, que carrega o comprimento de onda 560 nm . Se conectou com a luz da córnea; a água , interrelacionando com a percepção de luz-realidade , trouxe o feixe-aspecto, mas interagiu por tipo de onda. Nessa viagem de luz que carrega toda a íris; o arco, o

Terracota - O Campo da Realidade Cognitiva

Imagem
  O Campo da Realidade Cognitiva – Efeito Íris – Grau 9.7     Cálcio, sódio, potássio. Toda a propriedade de realidade factual final da luz é dividida por seu grau de maior e menor energia num comprimento de onda, onde a luz viaja. A distância entre os picos dessas ondas por frequência é obtida por segundo, nessa amplitude de altura, ou seja, os vales , registram o fundo mergulhante da onda que dessa energia proporcionou a sua frequência eletromagnética. Por sua vez, a imagem baseia-se na onda de luz que entra para a córnea por refração. Sistemicamente, os 5 milhões de cones divididos por suas principais cores tricéfalas; azul, que carrega o comprimento de onda 430 nm ; verde, que carrega o comprimento de onda 530 nm ; vermelho, que carrega o comprimento de onda 560 nm . Se conectou com a luz da córnea; a água , interrelacionando com a percepção de luz-realidade , trouxe o feixe-aspecto, mas interagiu por tipo de onda. Nessa viagem de luz que carrega toda a íris; o arco, o

Terracota - A Raça Humana

Imagem
  Terracota - A raça humana – o modelo anatômico perfeito;  a ordem -58 Sódio, potássio, carbono. Nas pirâmides que circundam o sangue, as anteriores, as posteriores e as médias, também circunda a precursora circular que reage, que sustenta a principal fonte de suprimento da hematose, que antes foi levada pelos caminhos de drenagem. Limpa, envolta ao auxílio de miríades irrigações, tornam ao círculo de principal volta; a supremacia porção do cérebro. Onde os pensamentos que antes passaram por impulsos, eletromagnetizados por força negativa em seu volts teosófico 13 inclina à escuridão. Mas, diante da natureza humana, onde a forma anatômica cruzou os portais mais sombrios da natureza, criara a sua desenvoltura na forma de sensação, do juízo, do raciocínio. Nela implicou, replicou e multiplicou a sua natureza cósmica e nessa forma de sensação, de impulsos, de energia, de aceleração monta em seu caráter, as esferas binárias negativas de eletrodos. Nesse circuito guarda na medula o forneci

Terracota - A Esfera - A Ordem 1,3.3036

Imagem
Terracota — A Esfera — A Ordem 1,3.3036     Vazio. O ovo primitivo, aragonita , calcita , vaterita , sais . Revestido de endosperma, tecido natural triploide, contendo o 11 e o 31 ; a soma perfeita. Formado através dos pigmentos amarelo e vermelho, sob ondas e energias 11 e 7 . Vibrações, crivagens, oscilando sob a força 12 e 42 . Regidos e orquestrados naturalmente pelas profundezas do núcleo, das ondas e mergulhados nas imersões radiantes de uversos descodificados, gravados em campos morfogênicos. Maturando em diferentes formas de cores, desfragmentados pelas forças de íris, subjacentes do arco dos deuses e levados sob os templos do sol. Cantos diferentes e ressoados nas profundezas oceânicas davam o parecer de dois amantes apaixonados, vigorados pelo amor de Vênus e da estrela matutina. Criando a liturgia nas quais os sons os levariam acima e abaixo das ondas e nuvens, trazendo a imensidão do nada um ponto negro; o umbigo da criação. Desenrolando do umbigo, Vênus

Terracota - Embriologia - A Ordem 1,0.819

Imagem
Embriologia — A Ordem 1,0.819     Na base de luz onde mergulhara e permaneceu livre, viveste realmente o ser mais puro e inteiro de todas as formas, conhecendo por inteireza todo o esplendor da morte que causara ressurgido do caos e nele cravado como os pólens que jamais retornam, apenas vão. Conheceste a linha primitiva, mantendo na memória viva do inconsciente e na água da pura resistência, o fator hexagrama . Dentro, por força do fogo, regenerado, renascido e implacável estabelece formas e invertido no acolhimento termal une os bastões da trindade. Criando para si o caminho do puro devir, de onde se nutrirá do seu próprio Lecanoras , os sais que o manterão por toda a vida. A jornada dos sais, o caminho primitivo onde os antigos olhos viram as primeiras constelações e que nelas geraram a sublimação, a energia das radiações estelares que sucumbiu as ondas de difusões e estabeleceu os primeiros contatos entre o ser e o celeste. Dentro das águas termais conheceste os mistér

Terracota - Embriologia - A Ordem 0,27.19

Imagem
Terracota - Embriologia — A Ordem 0,27.19 Do caos. Dois cones virados sobre si vão ao encontro da energia que pulsa nos emaranhados raios que tão sinuosamente explodem do lado de fora. Memórias, lembranças e espécies se rompem nas barreiras exteriores que se jorram para dentro como o líquen. Substância dos Lecanoras derramam para dentro do ventre em transformação, processo que ativou e organizou ferozmente, determinantemente e impetuosamente a mutação que não cederá a resistência, mas a força do opositor. Tal força que o empenhará na resistência e nela o formará, sem retorta, sem piedade, para nessa síntese esmiuçar a forma segregada da natureza e restabelecerá a sua forma revelada. Como a força das precessões, dos impulsos dos eixos, das marés lunares replicam. Fertiliza e repousa pela dádiva do homem ao prepará-lo. Torna-o primeiro em espécie de luz, criando a sua liberdade na parte mais íntegra e escura do ventre que o manteve. As clivagens dão-se ao ventre das 56 luas. Seu período

Terracota - O SANGUE - A PROGÊNIE DA PRECESSÃO

Imagem
Terracota — O Sangue — A PROGÊNIE DA PRECESSÃO Norte, Sul, Leste, Oeste . Meridionais, boreais; a jornada ulterior vibrante transformada por originalidade, hematose . O código descendente desenvolvido para gerar a fonte. Fluviais, profundas e ulteriores jorram para as cavidades mais densas, mantendo a obra e a percepção do Oeste-Leste , Leste-Oeste . As precessões que determinam os impulsos das marés, acolchoando e recolhendo das suas vibrações por inibições e dilatações . A quantidade e a qualidade do 9 e do 7 . A qualidade; o atributo do algoritmo 9 e 7 em relação com a jornada das profundezas das veias mais fundas e estreitas se fundem e se compactam as camadas de movimentos e se irradiam por gases de oxigênio carregando em unidades definidas aos órgãos. Em completude dos gases que formam essa espiral descendente mergulhadas em ferro criam laços segregados de íons potentes e nutre. Relativamente aos oceanos que denominam as suas fontes em canais que alimentam e regis

Terracota - AS SETE CAVIDADES

Imagem
Terracota – AS SETE CAVIDADES   Duas sínteses se conectam. Um sol resplandecente ousa a irradiar-se denominando o seis e o nove . Tempo. Divide-se e aglomera as partes mesenquimais ; o som dos tambores a gerar a energia necessária para leva-los ao tronco principal, onde ascende aos batimentos a oriunda forma de criar; o som metamorfoseado para a eletricidade ligar as células e causar os impactos profundos e o caos reordenado expandir as milhões de luzes que faíscam as moléculas e delas se conectam à sua neutralidade. Ambas, em milissegundos de tempo, de espaço e de desenvolvimento gerado pelos bpms . Um mundo em transformação, onde cada ritmo flui para um modo de argúcia. Pulsando e alinhando o tempo, a energia tem de fluir. O som é a vida onde o som oco é rudimentar as esferas detrás da lua. O vazio primitivo do som espalha e as camadas de vida são geradas e a formação primogênita de seu algoritmo; mediante os espelhos que reproduzirão crivando-os para efeitos íris. As

Terracota - A BIOLOGIA SISTÊMICA

Imagem
Terracota — A BIOLOGIA SISTÊMICA   Assim, como é acima, é abaixo . Uma teoria explicativa e modesta da mecânica celeste foi e será sempre o condutor que relativamente busca desenfrear as habilidades do homem em todas as áreas. O condutor de energia que pulsa dentro dos nucléolos e que faz a temperatura dínamo fluir, esse condutor é celeste e por conseguinte alterá-lo, seria criar um novo crivo, um novo dínamo e uma nova temperatura. A criatura sistêmica , ou sintética , dirigir-se-ia por um roteiro altamente competente, na qual as ordens dadas as moléculas teriam que iniciar com o código inteiramente, complexado de destreza que o conduzisse a ordem final. Tal ordem, que remodelasse todo o código oriundo da base existente; base que numa temperatura termodinâmica não afetasse tal ordem e tal ordem fosse implantada por um código completo e tivesse a matéria pura e a antimatéria do gene energético pronto. O genoma complacente de atrator compulsivo e repulsivo , a esfera engenh

Terracota - OS SERES ORIGINÁRIOS

Imagem
Terracota — OS SERES ORIGIN Á RIOS   Imortalidade. Um feitio e fonte na qual a própria síntese conclui com a antiga nomenclatura do i ao número-mestre de ocasião, o 9 . Espírito de fogo, poder do além-túmulo, fonte regeneradora do paraíso e servidores ininterruptos de divisores; formais do oriundo círculo sem fim às dezesseis voltas eternas do tempo e que por destino do puro devir fazeis as divisões e as multiplicações de dentro para fora. Onde por meio da centeia divina, a energia viva transcende as bifurcações ancestrais do puro núcleo criador. Estais em toda a obra interior e impregnado da energia mercuriana e que por decreto vibra em porções manifestadas da exortação purificadora de toda a matéria. O devir da puppis e o devir da oriunda forma contrastante de todo o ser; és a forma crua e balsâmica das regenerações, representando de forma terrosa a simbologia do poder da imortalidade, eternidade e além-mundo , os seres de todas as épocas e de todos os tempos. Sejai