Novidade Filosófica!

Terracota - O Campo da Realidade Cognitiva

 


O Campo da Realidade Cognitiva – Efeito Íris – Grau 9.7

 

 

Cálcio, sódio, potássio.

Toda a propriedade de realidade factual final da luz é dividida por seu grau de maior e menor energia num comprimento de onda, onde a luz viaja. A distância entre os picos dessas ondas por frequência é obtida por segundo, nessa amplitude de altura, ou seja, os vales, registram o fundo mergulhante da onda que dessa energia proporcionou a sua frequência eletromagnética.

Por sua vez, a imagem baseia-se na onda de luz que entra para a córnea por refração. Sistemicamente, os 5 milhões de cones divididos por suas principais cores tricéfalas; azul, que carrega o comprimento de onda 430 nm; verde, que carrega o comprimento de onda 530 nm; vermelho, que carrega o comprimento de onda 560 nm. Se conectou com a luz da córnea; a água, interrelacionando com a percepção de luz-realidade, trouxe o feixe-aspecto, mas interagiu por tipo de onda.

Nessa viagem de luz que carrega toda a íris; o arco, o campo visual; que antes foi dividido por segundos e pelos três tipos de cones, inverte-se e ambos se conectam por direito e esquerdo, trabalhando por graus e ângulos.

Anatomicamente, a luz que atravessou o ar mais rapidamente do que atravessaria a água, manteve no raciocínio cognitivo dessa luz a formação predefinida de maior onda até ser fracionado pelo tempo, pela frequência e pela curvatura. Sua distância em velocidade e alcance na realidade final se dá à identificação em dividir a densidade da água; 1.33 pela densidade óptica do ar; 1.0. Porém, dessa refração que decorreu o grau, descortinou a unidade binária que dividiu o vazio primitivo no arco, e desse arco onde o ponto branco e preto desfragmentou a impressão. Os graus celestes entram em vigor com o microcosmo e revela todo o poder das 42 dioptrias. Valor que multiplicado por tempo de um dia, surge simbolicamente, o valor do hidrogênio.

Reajustando e assimilando a eficácia da nossa cavidade entre valores binários, onde o ponto positivo encontrou-se com o negativo. Isto é, o ponto emergente branco e fora, se relacionando com o ponto negro e dentro; respectivamente, papila e fóvea. O ponto cego com o poço das revelações.

Os nervos que antes se acoplaram para se mostrar são interrelacionados por fibras que atravessam a retina criando seu ponto de ilusão, onde a porção temporal, a central e a nasal formam seu coeficiente atemporal. E, nessa percepção, une na sua conjectura o poder do sol, da lua e dos cromossomos.

Nessa mesma percepção, mas em sintonia com ondas negativas baixas, usa o sistema nervoso central, e estando sob o efeito das fibras nervosas, os 97 milhões de fotorreceptores fornecem sinais para as células ganglionares.

Ao adormecer, esses gânglios são remodelados. Não estando em função da realidade visual, todo o sistema nervoso baixa as fibras nervosas e desvia os sentidos, o tato, não é sentido por força temporal, as ondas de luz são dispersas pela fóvea e a união de realidade virtual é expressa por necessidade de sensação. Toda a forma de realidade torna-se ampla e por essa concepção de fato, somos percebidos por outras ondas negativas baixas, ligando-se aos níveis de percepção extrassensorial.

A raça terrosa e a lua trabalham por exatidão e destina-se por graus. o fora então, torna-se dentro e o dentro, torna-se fora. O avesso das transmutações hexagonais.

O campo da realidade cognitiva surge como a ilusão óptica, dando lugar às três porções de tempo, quando um não pode definir o outro. Sendo um, a parte que não move, o interno, bruto, lógico. O outro, o móvel, o inter-relativo, operante secundário. O tempo fracionado dividido pela serpente, arremessado em sua raiz. A porção do homem é o oculto fracionado de tempo, onde a união dessas duas forças completa o enigmático.

Sendo o 9 a força pujante e fixa do tempo e o 7 a secundária de eras que move.

— Estais prontos para se reintegrar numa nova condição humana?



TEXTO COM ©DIREITOS PRESERVADOS – ORIGINAL: CLAUDIANNE DIAZ
O CAMPO DA REALIDADE COGNITIVA - O EFEITO ÍRIS - GRAU 9.7
DO ORIGINAL - TERRACOTA

Mensagens populares deste blogue

Terracota - OS SERES ORIGINÁRIOS

Terracota - A BIOLOGIA SISTÊMICA

Terracota - Embriologia - A Ordem 1,0.819